SM GARANTIDO

Várzea Grande emite SIM para ramo de embutidos cárneos visando qualidade dos produtos

Jornalista Jonas Jozino | 10/10/2019 08:53:13

As vantagens são a qualidade dos produtos e higienização

Mais uma empresa várzea-grandense conquistou seu registro junto ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM) da Prefeitura de Várzea Grande. O SIM de número 005 emitido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável é para embutidos cárneos e tem o objetivo controlar a fabricação, a manipulação, a qualidade sanitária e a distribuição dos produtos de origem animal no município.

"Várzea Grande exige a regularização das empresas para garantir a qualidade, a sanidade e a segurança alimentar à população, assegurando a procedência dos produtos de acordo com legislação municipal. O SIM é a garantia do emprego da higiene, das boas práticas, da rastreabilidade e da conformidade documental das empresas", afirmou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Helen Farias.

Segundo a secretária, cresce a cada dia, a procura de empresas pelo registro no Serviço de Inspeção Municipal (SIM). "Esta é a quinta empresa registrada, os outros quatro registros se referem a pescado e também foram alcançados na atual gestão da Prefeita Lucimar Sacre de Campos, que tem como meta de incentivar as empresas e empreendedores a saírem da clandestinidade para ofertar ao consumidor alimentos com qualidade", acrescentou.

De acordo com a médica veterinária e coordenadora do SIM da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Glaucy kelly Enciso Alves, o registro para embutidos cárneos permite que a empresa comercialize seus produtos de origem animal, como por exemplo, linguiças, cortes especiais, almôndegas, quibes, produtos temperados, frangos caipiras, suínos e bovinos, queijo, ovos, mel, doces e outros gêneros, com qualidade. "Nós da Prefeitura, orientamos e inspecionamos o local e a higienização do produto oferecido ao consumidor, levamos informações – educação sanitária – que visam promover a sanidade e a segurança alimentar, bem como, reforçamos a necessidade de credenciamento ao SIM seguindo a legislação municipal".

A coordenadora também acrescenta que a implantação do Serviço de Inspeção Municipal também é de fundamental importância para aliviar os custos para a pequena e média empresa, e para os empreendedores e pequenos produtores familiares. "As empresas ou empreendedores que queiram registrar o seu estabelecimento no SIM, o trâmite é simples. Não há burocracia. Os interessados devem procurar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, protocolar o requerimento solicitando o registro para uma determinada atividade e nós analisaremos o pedido para a concessão, além de orientá-los. O SIM dá oportunidade para que todos possam se adequar, produzir e comercializar seus produtos devidamente inspecionados, ou seja, com o registro não há risco de apreensão dos produtos porque periodicamente, a cada 10 ou 15 dias, ou ainda intervalos menores no caso de embutidos realizamos visitas periódicas para garantir a qualidade, além de orientar e proporcionar capacitações", enfatiza.

Como explica a secretária Helen Farias, o SIM, integra o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa) e a partir deste ano também o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf-MT), que poderá ser solicitado adesão ao MAPA para que o produto municipal venha a ser comercializado no Estado e até mesmo nacionalmente. "O credenciamento ao SIM é uma obrigação dos estabelecimentos e cabe ao Município orientar para que alcançem essa chancela. O SIM vale para atividades como: abate de animais e seus produtos, ao pescado e seus derivados, ao leite e seus derivados, aos ovos e seus derivados e mel e cera de abelhas e seus derivados. Todos os segmentos que processam, produzem e manipulam essas cadeias produtivas devem ter o registro no SIM, esses empreendimentos só têm a ganhar na garantia da higienização e qualidade dos produtos que vão expor ao comércio", reforça.

Vale ressaltar que a certificação do SIM habilita o estabelecimento a produzir e comercializar seus produtos somente dentro dos limites de Várzea Grande. A solicitação para comercialização estadual junto ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf-MT) também ocorre via Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, porém em etapas posteriores.