Uruguai defende candidatura conjunta com Argentina e Paraguai para Copa de 2030

| 20/02/2018 00:40:09

Tabaré Vázquez

Tabaré Vázquez disse que "é justo que esse Mundial de 2030 possa ser organizado entre Argentina, Paraguai e Uruguai"Divulgação/Telam/Arquivo

O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, voltou a defender nesta segunda-feira (19) que a Copa do Mundo de Futebol de 2030 seja realizada no seu país, na Argentina e Paraguai, numa candidatura conjunta, devido à história do torneio na região. A informação é da agência EFE.

"Não há nada que permitam os dirigentes do futebol mundial afirmarem que não há condições de se realizar o campeonato na região. Acreditamos que é justo que esse Mundial de 2030 possa ser organizado entre Argentina, Paraguai e Uruguai", disse o chefe de Estado.

Os presidentes da Argentina, Mauricio Macri, do Paraguai, Horacio Cartes, e do Uruguai, Tabaré Vázquez, haviam se reunido em outubro passado em Buenos Aires com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, para apresentar a candidatura conjunta dos três países para sediar a Copa de 2030.

Agora os líderes dos três países se encontraram em Montevidéu, para reunião de trabalho da comissão integrada da candidatura. Vázquez assegurou ter convicção de que “a região do Rio da Prata" tem capacidade de organizar com sucesso a competição.

Os presidentes dos três países participaram do anúncio oficial da candidatura à Copa de 2030

Os presidentes dos três países participaram do anúncio oficial da candidatura à Copa de 2030 em outubro de 2017Agência Télam/Divulgação/Arquivo

Edição centenária

"Hoje parece difícil organizar um Mundial, é por isso que três países estão se reunindo para realizá-lo. Pensem como terá sido difícil em 1930, embarcar na aventura de organizar a primeira Copa [realizada no Uruguai]. Se tivesse sido uma experiência ruim, não sei se hoje estaríamos falando de um novo Mundial", avaliou o presidente do Uruguai.

Sobre a possível concorrência de "outros países muito poderosos", ele lembrou que nenhum deles foi sede da primeira edição da Copa, em 1930. Após o encontro entre líderes dos três países, foram apresentadas duas sugestões de logotipos para a edição centenária do Mundial, criadas pela área criativa e de design do governo da Argentina.

O secretário do Esporte do Uruguai, Fernando Cáceres, disse, em entrevista coletiva, que a comissão de candidatura estudará, nos próximos 15 dias, as marcas apresentadas.

* É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News