PROJETO

Projeto Viver Cuiabá leva conhecimento e interatividade para crianças da rede municipal de ensino

Jornalista Jonas Jozino | 07/04/2018 11:10:55

A iniciativa conta com um ônibus equipado e guia aliando a visita lúdica a pequenas palestras em sala de aula


Unir o conhecimento da sala de aula à experiências culturais e ambientais torna o aproveitamento do ensino muito maior. Com essa premissa, a Prefeitura de Cuiabá uniu os esforços das Secretarias Municipais de Educação e Serviços Urbanos em busca de uma metodologia diferente para passar algumas lições valiosas aos pequenos alunos. Lançado em setembro de 2017, a iniciativa conta com um ônibus equipado e um guia, que leva as crianças da rede pública de ensino para conhecer dois pontos turísticos da cidade, aliando a visita lúdica a uma pequena palestra feita em sala de aula.

“As crianças são, por natureza, agitadas e possuem uma criatividade surpreendente, que desafia os adultos rotineiramente. Sabendo deste perfil tão aventureiro inerente aos pequenos, é imprescindível que nós, como educadores, invistamos nesse potencial, trazendo dinâmicas diversas que explorem a mente, o entusiasmo e a curiosidade deles. O Projeto Viver Cuiabá tem exatamente essa proposta, de levar a informação e lições para vida toda, através de uma interatividade que os tire da sala de aula, para que eles possam viver todo esse conhecimento teórico de forma prática. Com palestras que abordam assuntos como os cuidados com o meio ambiente, reciclagem e a importância em valorizar os espaços naturais para a perpetuidade da vida humana, nossos alunos acabam absorvendo os conteúdos com muito mais impacto, à medida que passam a colecionar memórias e histórias”, afirmou Alex Vieira Passos, secretário municipal de Educação.

O projeto contempla duas escolas por semana, nos períodos matutino e vespertino. Antes de cada passeio, as unidades apreciadas recebem uma aula dinâmica, conduzida por uma equipe especializada da Secretaria de Serviços Urbanos. Ao longo dessa palestra, a coleta seletiva entra como o tema central. Explicado de maneira simples e atraente, o assunto chega para as crianças como um convite a assumir o papel de heróis da cidade, salvando a natureza dos males nocivos que tem deteriorado o ecossistema que nos cerca. Como parte fundamental desta missão, a separação dos resíduos sólidos é uma tarefa fácil, que pode ser adotada no dia-a-dia e dentro de casa, com o apoio dos pais.

“Os pequenos são esponjinhas que absorvem todo tipo de conteúdo com uma facilidade enorme. Além disso, eles são agentes propagadores naturais, que nos auxiliam a disseminar posturas morais, afetando até mesmo a forma como suas próprias famílias tratam o meio ambiente. E a oportunidade de visitar dois de 15 pontos turísticos presentes na cidade torna os ensinamentos ainda mais atraentes. Esse momento de contato os leva a sentir na pele o valor que espaços naturais e culturais exercem em nossas vidas. Poder tocar, ver de perto e absorver lugares como o Parque das Águas, Tia Nair, Museu da Caixa d’água Velha, São Gonçalo Beira Rio e a Orla do Porto, promove uma série de descobertas sinestésicas que os acompanharão no futuro”, concluiu Marcela Guimarães, líder de equipe da Coordenadoria de Programas e Projetos da Secretaria Municipal de Educação.