PELA VIDA

Médica de MT desiste de praticar morte assistida na Suíça

Redação 24 Horas News | 10/03/2018 14:58:48

No dia 6 de março uma familiar comunicou que a sobrinha “já está bem” e a agradece pela preocupação de todos

Há uma semana, a internet se comoveu com uma publicação nas redes sociais de uma médica de Mato Grosso que iria à Suíça para ser submetida a uma morte assistida

A oftalmologista Letícia Franco, de Cuiabá, que sofre da doença rara auto-imune chamada dermatopolimiosite, se despediu da família e amigos em uma postagem no Facebook nesta semana, dizendo que em breve viajaria para a Suíça.
 
Confira reportagem no Jornal Metro
 
“Em 16 dias, estarei longe, na Suíça, fazendo o que me deixará livre da dor e do medo. Acho que amanhã ou depois desligo esse Facebook […] A toda minha família, deixo meu mais sincero amor”. A publicação foi apagada após a repercussão.

Ela também usou as redes sociais para se despedir da tia, que parece ser uma familiar muito próxima, com a seguinte mensagem:

“Eu amo vc tia pra sempre lembrarei estarei esperando onde for. Gostaria de ter tempo de me despedir melhor mais não tenho. Não sou chata nem to reclamando à toa. Eu te amo acredito q vc sabe quem eu sou e não me julgue por optar por um final digno. Te amo saudade será eterna”

Dias mais tardes os usuários preocupados perguntaram sobre a situação da jovem, e sua tia respondeu em dois comentários.

No primeiro ela revelou uma suposta mudança na decisão da sobrinha: “(…) logo, logo você vai estar bem de saúde, então vai lembrar de tudo isto rindo”.

No dia 6 de março a familiar comunicou a outra usuária de que a sobrinha “já está bem” e a agradece pela preocupação.

Dermatopolimiosite

A dermatomiosite, também conhecida como dermatopolimiosite, é uma doença crônica que se caracteriza por acometimento inflamatório da pele e dos músculos. Eventualmente pode apresentar-se apenas com manifestações musculares (polimiosite, mais freqüente em adultos que em crianças), e mais raramente, apenas com manifestações cutâneas (dermatomiosite amiopática).

Não há causa conhecida. O desenvolvimento da doença está relacionado a um distúrbio imunológico e associado a uma predisposição genética, que resultam em um processo denominado vasculite (inflamação dos vasos sangüíneos), de caráter crônico. Infecções por vírus ou bactérias podem preceder o aparecimento dos sintomas. No entanto, o papel destes agentes no desencadeamento da doença ainda é motivo de pesquisa.

Fonte: Metro

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News