SETOR PRIVADO

Governo vai estudar a privatização de aeroportos em MT, diz ministro

Redação 24 Horas News | 08/08/2017 22:05:58

Quintella negou que o governo tenha planos de privatizar a Infraero, mas admitiu a possibilidade

O conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) deverá analisar no dia 23 de agosto a proposta de concessão à iniciativa privada de 19 aeroportos que hoje estão sob administração da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Segundo o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, esses aeroportos devem ser leiloados em blocos, que terão terminais superavitários e deficitários. “Para quem levar o filé levar o osso também”, disse.

Em Mato Grosso, devem entrar os terminais de Várzea Grande (Grande Cuiabá), Sinop, Barra do Garças e Alta Floresta. 

Em reunião da Comissão de Infraestrutura do Senado, realizada hoje (8,) Quintella negou que o governo tenha planos de privatizar a Infraero, mas admitiu a possibilidade de que seja aberto parte do capital da empresa.

Investimentos

Atualmente, o Programa de Investimentos em Aeroportos Regionais possui 17 instrumentos de repasse assinados e vigentes para destinação de verbas a aeroportos regionais em todo o Brasil. O valor total chega a R$ 162,5 milhões, sendo R$ 142,1 milhões provenientes do programa do governo federal.

O Fundo Nacional de Aviação Civil vai repassar R$ 18 milhões para obras de infraestrutura nos aeroportos regionais de Sinop, Cáceres e Tangará da Serra, em Mato Grosso. O objetivo é melhorar a operação, eliminar restrições e captar rotas comerciais de empresas aéreas.

O aeroporto de Sinop vai receber R$ 8 milhões, que serão destinados à regularização da faixa da pista, recuperação do pátio de aeronaves e instalação de cerca operacional. Tangará da Serra e Cáceres vão receber, cada um, R$ 5 milhões, para a construção de sistema de balizamento noturno. Os serviços visam garantir a segurança e dar mais capacidade às operações.

A destinação dos recursos, de acordo com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, será autorizada em agosto. A previsão é que as obras sejam finalizadas até dezembro de 2018.