CAMPEONATO MATO-GROSSENSE

Operário se prepara para o tudo ou nada na decisão do Estadual

Só Notícias | 16/04/2019 12:06:02

Para Ariel Mamede, o Operário cometeu erros que não podem acontecer quando se tem um adversário qualificado como o Cuiabá.

Bem sereno e realista, o técnico do Operário Várzea-grandense, Ariel Mamede, afirmou ontem que o sonho da conquista do Campeonato Mato-grossense ficou ‘um pouco mais distante’ após a derrota de 2 a 0 diante do Cuiabá no jogo de ida pela final do Estadual. Mas ele frisa que futebol é imprevisível e que durante a semana de trabalho traçará uma nova estratégia, visando a segunda e decisiva partida da finalíssima.

Diante do placar adverso, o ‘Chicote’ da Fronteira entrará em campo no domingo, precisando de uma vitória por dois gols de diferença para levar à final às cobranças de pênaltis. Fora este resultado, uma vitória por três gols de diferença dará ao Tricolor a conquista de forma direta. Isto é, no tempo normal da final.

O Dourado quebrou a série invicta do time de Várzea Grande na competição. Além do empate, o time treinado por Itamar Schulle pode até perder por um gol de diferença que assim mesmo conquistará o título de campeão.

Para Ariel Mamede, o Operário cometeu erros que não podem acontecer quando se tem um adversário qualificado como o Cuiabá. “Erramos nos lances dos dois gols e isso acabou sendo decisivo em nossa derrota. Agora, temos a semana cheia para traçarmos outra estratégia, de olho na finalíssima. Vamos ter que mudar de postura”, disse o treinador, conhecido por ter um forte esquema defensivo no torneio em que havia só tomado três gols até o primeiro jogo da decisão.

Mesmo não querendo antecipar o que será feito na semana que antecede o jogo decisivo, o treinador operariano não descarta ir ‘para o tudo ou nada’. Contudo, de forma organizada como foi a postura adotada durante toda a primeira fase do Estadual e nos jogos eliminatórios contra o Mixto e União de Rondonópolis, respectivamente. “Agora é arriscar tudo”, afirmou o cauteloso Mamede.

Para a partida decisiva, o zagueiro Anderson, um dos líderes do elenco tricolor, estará de volta à defesa. Ele ficou de fora do primeiro jogo para cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Em seu lugar atuou o experiente Odail Júnior. Diante disso, o Chicote contará com todos os jogadores para a finalíssima.

A derrota de 2 a 0 para o atual campeão mato-grossense também custou a invencibilidade do goleiro Naldo, que estava há cinco jogos sem tomar gol. Agora, seu companheiro de posição Victor Souza, goleiro do Cuiabá, domina sozinho está invencibilidade. Agora, Souza está há seis duelos seguidos sem tomar gol. São 540 minutos sem buscar a bola no fundo da rede.