FAZIA FILA

Jogador diz que não foi o único a 'transar' com o presidente do time

IG | 12/02/2018 08:02:16

Bernardo Caballero afirmou que o presidente do Rubio Ñu mantinha relações com outros atletas do clube, oferecendo promoções e possíveis vendas como troca

Um triângulo amoroso está abalando um clube paraguaio. O presidente do Rubio Ñu, da primeira divisão nacional, revelou que tinha um relacionamento com um de seus jogadores e que fotos íntimas vazadas teriam sido uma tentativa de chantagem. O caso chegou ao conhecimento do público em geral depois de o presidente do clube paraguaio, Antonio González, ter assumido a relação com o jogador Bernardo Gabriel Caballero.

Antonio González acusou o empresário de Caballero de ter chantageado, com uma foto íntima entre ele e o jogador, que foi parar nas redes sociais. Em um vídeo publicado no youtube, o líder do Rubio Ñu criticou o que chamou de ingratidão de Caballero e rasgou o seu contrato, garantindo que nunca mais jogaria no clube.

Bernardo Gabriel Caballero veio a público defender-se e contar a sua versão dos fatos. Em entrevista à 'Radio La Unión de Asunción', o jogador de 25 anos contou que o presidente do clube dormiu com outros jogadores da equipa principal. O lateral esquerdo também garantiu que o presidente sempre o coagiu.

"Primeiro com a foto, que foi divulgada nas redes sociais, onde ele dizia que nunca iria me dar o meu passe, e garantir que nunca iria deixar o clube. Sei que houve outros jogadores que tiveram relações com ele. Era algo normal", contou Caballero.

O jogador afirmou que o presidente os pressionava e que está preocupado com sua família, pois ele nunca havia revelado sua opção sexual para eles.

"Ele nos pressionava. Dizia-nos que íamos ser promovidos, que nos ia vender a outros clubes, algo que ele nunca fez. Pelo contrário, sempre arranja formas de nos 'cortar as pernas'. Não disse nada à família até agora. Esta parte vai me custar muito", finalizou Caballero.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News