Ex-ginasta Lais Souza posta foto em pé e emociona os fãs

ROBERTO WAGNER | 10/10/2019 17:46:00

A brasileira comemora o fato de ser independente mesmo após a tetraplegia e deixa mensagem motivacional para os fãs

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Aos 30 anos, a ex-ginasta Lais Souza surpreende a cada dia em sua recuperação da tetraplegia. Submetida a tratamento com células-tronco, a brasileira evoluiu consideravelmente desde o acidente em 28 de janeiro de 2014 que causou uma torção na coluna cervical. Nesta quinta-feira (10/10/2019), ela emocionou seus seguidores nas redes sociais ao postar uma foto em que aparece em pé e com as mãos na cintura.

“Independência. No começo, parecia impossível… INDEPENDÊNCIA”, escreveu Lais, no registro que recebeu mais de 80 mil curtidas.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Independência No começo, parecia impossível... INDEPENDÊNCIA. Eu saí de casa aos 10 anos de idade, a partir daí sempre fui independente (12 anos de seleção brasileira e 18 meses no Ski) Aos 25 anos tetraplégica, quando ouvi, naquela hora, NUNCA imaginaria que aprenderia duas coisas: a) eu seria INDEPENDENTE. Deus me deu a oportunidade de continuar a trabalhar e me sustentar, realizar, sonhar. (casar, animais, casa na praia...) b) eu seria dependente igual todos são, NINGUÉM cresce e vive sozinho. Agradeço a @xpinvestimentos por investir na divulgação de histórias que mostram que todos nós passamos por momentos tristes, mas ainda neste momento o futuro guardar os nossos sonhos. Compartilhe também um pouco da sua história com a gente com a #acreditenoimpossivel. Eu já estou curiosa para saber da história do rapaz que super admiro: @henrique_fogaca74 🎈👨🏼‍🍳

Uma publicação compartilhada por Lais Souza (@lalikasouza) em

A mensagem de otimismo de Lais Souza reflete um processo de recuperação incrível pelo qual passa. Ex-ginasta, ela decidiu se aventurar em outro esporte. Em 2013, passou a integrar a Seleção Brasileira de esqui aéreo e conseguiu vaga para disputar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014.

Durante os treinamentos para os Jogos, nos Estados Unidos, Lais se chocou contra uma árvore e teve lesão na terceira vértebra (C3) da coluna cervical. A atleta perdeu movimentos, sensibilidade e controle de todos os órgãos abaixo do pescoço. Desde então, passa por tratamento com células-tronco e costuma postar nas redes sociais a evolução.

Em maio deste ano, ela divulgou um vídeo em que aparece levantando as pernas sozinha durante a fisioterapia.

 

Jornalista:  ROBERTO WAGNER

Fonte: Metrópoles