De férias da NFL, cheerleaders fazem churrasco de biquíni; veja fotos

Enquanto a temporada da NFL não começa, as líderes de torcida do Houston Texans se encontraram para o primeiro churrasco anual do grupo

| 13/06/2017 10:15:04
Cheerleaders do Houston Texans
Reprodução/ Instagram
Cheerleaders do Houston Texans

Quem acompanha esportes americanos, sabe que existem as famosas cheerleaders, que embelezam as partidas e ainda enchem os olhos do público com danças e acrobacias. E são muitas as meninas que são adeptas ao estilo, que é praticamente um esporte nos Estados Unidos.

E algumas das líderes de torcidas mais famosas da NFL, são as do Houston Texans, equipe criada em 2002, sendo a mais nova da liga de futebol americano. As cheerleaders da franquia são popularmente conhecidas no país por serem umas das mais belas moças da prática. Em uma tradição anual entre garotas da equipe, aconteceu o primeiro churrasco do grupo e elas publicaram tudo o que aconteceu na internet.

Confira as fotos:

O cheerleading, nome da prática, começou ainda no século 19, mais precisamente no ano de 1877, na Universidade de Princeton, em Nova Jersey. Ser cheerleader é um status que as mulheres carregam com orgulho nas escolas e faculdades. Hoje existem até campeonatos da modalidade, que é reconhecida como esporte por 29 organizações norte-americanas, menos a NCAA (liga universitária de basquete).

As competições começaram em 1983, mas somente em 2003 foi criada a Fundação Nacional de Segurança Cheer, tornando o cheerleading um esporte reconhecido com as mesmas normas de seguranças universais; e em 2007 foi inaugurada a International Cheer Union, com a missão principal de levar o esporte para todos os cantos do mundo, não ficando restrito apenas à América do Norte.

No Brasil

A modalidade em território brasileiro ainda engatinha, difundida apenas em alguns estados. Mas já existe até um campeonato brasileiro e vários times, já que a prática foi introduzida por aqui oficialmente em 2008, pela Comissão Paulista de Cheerleading.

Atualmente, 22 equipes estão cadastradas na UBC (União Brasileira de Cheerleaders), distribuídas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além do Distrito Federal. Nos Estados Unidos , um estudo mostrou que 93% dos praticantes são mulheres, e o Brasil não foge à regra: as mulheres dominam a prática, mas muitos homens também são adeptos na função de "base" - pessoa que fica abaixo da pirâmide humana.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News