Cavani e Pastore se atrasam do retorno das férias e irritam treinador do PSG

| 05/01/2018 14:25:03

Atacante uruguaio e meia argentino são os dois atrasados quanto ao prazo de apresentação de volta do recesso de final de ano

Edinson Cavani e Javier Pastore ainda não voltaram aos trabalhos com o Paris Saint-Germain
Reprodução
Edinson Cavani e Javier Pastore ainda não voltaram aos trabalhos com o Paris Saint-Germain

O Paris Saint-Germain já está de volta aos trabalhos. No entanto, dois de seus jogadores ainda não retornaram das férias de final de ano. Edinson Cavani e Javier Pastore ainda não se apresentaram ao clube francês e deixaram Unai Emery irritado. Nesta sexta-feira (5) durante uma coletiva, o treinador se mostrou descontente com a situação.

LEIA TAMBÉM: PSG se prepara para tentar trazer Cristiano Ronaldo por valor astronômico

"Os dois se atrasaram para os treinamentos com o grupo. Vou escutar o que eles têm a dizer quando regressarem. Terão que apresentar seus argumentos também ao clube. É possível que Cavani ainda se incorpore ao elenco hoje (sexta), mas não estou seguro. Os dois nos avisaram na quarta-feira (3) que se reapresentariam tarde", disse o técnico do PSG.

A quarta-feira citada por Emery era a data limite para apresentação dos atletas da equipe. Mas de acordo com o jornal local Le Parisien, esta não é a primeira vez que o uruguaio se atrasa em apresentações. Em janeiro de 2015, Edinson Cavani também chegou atrasado e depois do prazo combinado e chegou a ser multado pela diretoria do clube.

LEIA TAMBÉM: "Neymar e Cavani sabem que precisam um do outro", diz treinador do PSG

Cavani fala sobre relação com Neymar

Em entrevista para o jornal uruguaio Ovación , Cavani garantiu que grande parte das notícias sobre sua relação com o brasileiro não eram verdadeiras ou foram aumentadas. "Não há nada especial em tudo o que se falou. Aumentaram muitas coisas sobre o que aconteceu dentro do campo e do vestiário. É ali que essas coisas devem ficar, porque o futebol é assim", afirmou o artilheiro.

O problema para saber quem bateria pênaltis e faltas foi resolvido somente após o técnico Unai Emery intervir e definir o camisa 10 como batedor oficial da equipe. Para o uruguaio, o problema foi resolvido e o PSG está acima dos dois. "Acreditam em tudo ou inventam histórias que não existem. Aqui, o que conta é o objetivo do grupo. Temos que trabalhar e alcançar metas com o time", completou Cavani.



ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News