"Jornal Nacional" começa 2019 com foco inédito em violência contra a mulher

IG Gente | 09/01/2019 07:50:03

Bem-vinda estratégia do "Jornal Nacional" e chegada de "Bohemian Rhapsody" ao VoD são destaques da coluna Bastidores desta quarta (9)

O ano de 2019 começou intenso para o principal jornal da Globo. Além da cobertura política abundante, em virtude do novo governo empossado em 1º de janeiro, o "Jornal Nacional" tem dedicado razoável espaço de tempo à violência contra mulher, que teve picos horrendos nesse começo de 2019 com casos em todo o Brasil e especialmente midiáticos no Rio de Janeiro.

Desde a 1ª edição do ano o repórter Ari Peixoto assumiu a condição de setorista (jargão jornalístico para quem cobre rotineiramente um determinado assunto) de violência doméstica e está apresentando no "Jornal Nacional" reportagens sobre alguns casos que surgiram em 2019, bem como de iniciativas para acolhimento e orientação das vítimas.

As reportagens têm inegável viés pedagógico, já que algumas das vítimas em questão não formalizam denúncia contra seus agressores. O noticiário da Globo, que tem como editor chefe o jornalista William Bonner, pode ter percebido que atribuir seu peso e relevância a uma pauta tão atual e cronicamente difícil de abordar em um contexto cotidiano da vida de pessoas com formação cultural debilitada pode ser mais efetivo do que as mal articuladas políticas públicas disponíveis. (continua no último parágrafo)

O jornalístico costuma desenvolver séries de matérias especiais, como manda o figurino do bom jornalismo, mas a atenção cotidiana que tem dispensado à violência contra a mulher foge a essa convenção e é bom que seja assim. Este é um problema crônico e que precisa de informação e contexto contínuos. Nesse sentido, o jornalístico da emissora está cumprindo com excelência sua função social.

Polêmica, irreverência e muita lacração. Estas três palavras podem definir com clareza duas produções da MTV, o reality “De Férias com o Ex” e o cômico “A Culpa é do Cabral”. Apesar de serem exibidos na TV fechada, os programas caíram no gosto popular e uma prova disto são as indicações ao Troféu Internet, organizado pelo SBT, que deve ter seus resultados divulgados até dia 31 de janeiro.

Indicado na categoria Melhor Reality, escalação inaugurada este ano, “De Férias com o Ex” é o único representante da TV a cabo na premiação. Do outro lado, “A Culpa é do Cabral” ganha uma posição na categoria “Melhor Humorístico”.

Aclamado pela crítica, “Bohemian Rhapsody”, filme que retrata a vida de Freddie Mercury, chega às plataformas de streaming on demand para aluguel e compra no dia 7 de fevereiro. A versão traz uma nova experiência aos fãs, com especiais sobre a história da banda, os bastidores do filme e entrevistas, além da versão completa do histórico show “Live Aid”, realizado em Londres em 1985, com o objetivo de arrecadar fundos para a população da Etiópia.

Em seu dia de estreia, 3 de janeiro, a nova animação da Disney, “WiFi Ralph” - dirigida por Rich Moore e Phil Johnston - levou mais de 284 mil pessoas aos cinemas brasileiros. O filme bateu o recorde de maior público no primeiro dia de exibição na história da Disney e Pixar, superando “Os Incríveis 2” e “Procurando Dory”.

Seis anos após Detona Ralph conseguir salvar o arcade do Sr. Litwak um roteador Wi-Fi é instalado no fliperama. O clímax do longa acontece quando a melhor amiga do protagonista, satisfeita com a mesmice, resolve se aventurar na internet e perde o controle de si mesma.

Fora do "Jornal Nacional”, Carla Vilhena vem aproveitando seu tempo livre para descansar, desfrutar de bons momentos, viajar, ceder entrevistas descontraídas e muito mais. Em entrevista ao Telepadi a jornalista afirmou: “Quero descansar e voltar com tudo, inclusive, com liberdade para fazer o que quiser”, contou sobre seu novo destino.

Fonte: IG Gente