ADEUS JUNINHO

Homem tem pênis amputado na Índia após 48 horas de ereção

Jornalista Jonas Jozino | 12/04/2019 07:30:30

Catéter esquecido no órgão provocou gangrena e pênis precisou ser parcialmente amputado.

Um homem de 52 anos teve parte do pênis amputado na Índia após ficar dois dias seguidos com o órgão ereto. O caso aconteceu no mês passado.

As informações foram publicadas no periódico British Medical Journal Case Reports.

O paciente chegou ao centro médico afirmando que estava com o pênis ereto e dolorido há 48 horas. Imediatamente, os médicos usaram um bisturi para drenar o local e diminuir o inchaço. O paciente ficou com um cateter e curativo.

Mas a cirurgia não teve sucesso, e no dia seguinte o homem teve que retornar ao hospital. A região começou a gangrenar devido a um cateter deixado no órgão. A ponta do pênis tomou uma coloração preta, e para evitar uma infecção, os médicos então amputaram uma parte do pênis.

O relatório de pesquisadores da King George’s Medical University, apontou que o cateter provocou a morte dos tecidos.

Segundo a publicação, ereção prolongada do pênis, geralmente sem excitação sexual, recebe o nome de priapismo e pode ser causado por fatores neurológicos e vasculares. O indiano recebeu alto depois de dois dias, mas os médicos ainda não souberam explicar o que causou a ereção de dois dias.