CUIABÁ ETERNA

Banda do Bombeiros e coral homenageiam os 300 anos de Cuiabá

Redação 24 Horas News / | 08/06/2019 18:53:21

Peças eruditas e populares encantaram o público que lotou a sala de espetáculos do teatro Zulmira Canavarros.

Foto por: Fabricio Rodrigues/AL-MT

O Concerto de Aniversário da Banda do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso apresentou belas canções orquestradas e sucessos populares, na noite desta sexta (07/06), no Teatro Zulmira Canavarros, em Cuiabá. O Corpo Musical do CBMMT completou 21 anos e comemorou com essa apresentação em homenagem aos 300 anos da Capital mato-grossense. Em uma hora e quarenta minutos de espetáculo a banda, em sua formação sinfônica, apresentou peças eruditas e populares, indo de temas de filme a sucessos cantados pela plateia.

A música regional foi apresentada na Suíte Pernambucana de Bolso e nos rasqueados cantados pelo Coral da Prefeitura de Cuiabá. O maestro do coral, Carlos Taubaté, contou que é a primeira vez que o coral canta com uma orquestra militar, e recordou que conheceu a banda em 2005, quando ela ainda possuía poucos instrumentos. “É muito bom ver o quando a Banda do CBMMT se estruturou e se desenvolveu nesse período”, afirmou o maestro convidado.

O Coronel BM Alessandro Borges, Comandante geral do CBMMT, destacou que o concerto foi possível com o apoio do Governo do Estado de Mato Grosso e da Assembleia Legislativa. “Oferecemos ao público um repertório diverso, mostrando riquezas do Brasil e a capacidade musical desses profissionais”, disse o Coronel. O comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, Cel PM Jonildo José de Assis, também esteve presente e afirmou que é muito importante criar espaços para que as bandas militares demonstrem a capacidade técnica. “O Corpo de Bombeiros é uma instituição parceira da PM, as bandas se apoiam da mesma forma que as instituições se apoiam e se complementam”, afirmou o Comandante da PM.

Exposição

Na ante sala do teatro foi montada uma exposição fotográfica com momentos de destaque do Corpo Musical do CBMMT. O público pôde observar a exposição enquanto ouvia a música ambiente, tocada ao vivo, ao piano.