Apple registra patente e indica que futuro iPhone poderá ser dobrável

| 28/11/2017 13:05:02

Documento enviado pela empresa para departamento de patentes dos EUA afirma que nova tela poderá estar em notebook, tablet, telefone ou relógio

Brasil Econômico

Uma patente registrada pela Apple no Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO, na sigla em inglês) indica que a empresa está trabalhando no desenvolvimento de telas dobráveis para seus dispositivos. Este poderia ser o primeiro sinal para uma mudança drástica em uma futura geração do iPhone. O documento, no entanto, não especifica que tipo de aparelho poderá ter uma mudança na tela.

Leia também: Tamagotchi, o "bichinho virtual" dos anos 90, ganhará aplicativo para celular

O texto da Apple afirma que ele "poderá ser um notebook, um tablet, ou telefone, um relógio ou outro dispositivo eletrônico". Segundo o site "The Next Web", parece ser mais provável que um smartphone receba a novidade em vez dos outros aparelhos presentes na lista. A principal justificativa está na atividade de seus concorrentes. A Samsung, por exemplo, poderá lançar um smartphone dobrável em 2018, segundo a "Bloomberg".

iPhone X foi lançado pela Apple em setembro deste ano; aparelho chamou atenção por conta da 'tela infinita'
Divulgação
iPhone X foi lançado pela Apple em setembro deste ano; aparelho chamou atenção por conta da 'tela infinita'

Leia também: Saiba como bloquear um contato do WhatsApp

A sul-coreana estaria trabalhando em um smartphone com tela de 5 polegadas que dobra de forma semelhante aos antigos celulares flip. Quando expandido, o celular exibiria um visor de 8 polegadas e se transformaria em um tablet. A ZTE, por sua vez, lançou seu próprio modelo dobrável em outubro. Batizado de Axom M, o aparelho conta com duas telas de 5,2 polegadas que podem ser usadas nos modos tradicional, duplicado, expandido ou espelhado.

Apesar dos planos, a empresa ainda precisar ganhar o direito à patente e poderá levar anos até conseguir apresentar algum aparelho do tipo ao mercado. Como lembra o "TNW", a fabricante deverá ter alguns desafios ligados ao visual de um smartphone dobrável e precisará repensar a maneira como as telas são utilizadas atualmente pelos usuários para explorar ao máximo a novidade e oferecer algo realmente útil.

Leia também: YouTube vai agir de forma mais dura contra vídeos inapropriados para crianças

Vale lembrar que, no ano passado, a Apple conquistou o direito de patentes de tecnologias bem parecidas. Em 2016, a empresa recebeu a permissão de desenvolver dispositivos com uma tela OLED dobrável. À época, especulou-se que o documento, que havia sido preenchido junto ao USPTO em julho de 2014, seria um indicativo para uma mudança iPhone X, o que não aconteceu.


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do 24 Horas News