Dor nas costas-lombalgia

A dor nas costas é um sintoma que está entre as queixas mais comuns do dia a dia da população. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 80% de toda população mundial terá pelo menos um episódio de dor nas costas na vida. Esta dor pode ser leve ou intensa, rápida ou constante. Existem várias causas, fatores de risco e formas de prevenção para a dor nas costas.

 

O acometimento pela dor nas costas pode estar relacionado a doenças graves na coluna e a dor também pode vir acompanhada por outros sintomas, dependendo do quadro do paciente e do diagnóstico do problema. Ela pode ser acarretada por escoliose (desvio de coluna), hábitos incorretos de postura, inflamações/infecções, hérnias de disco, artrose ou escorregamento de vértebra, sedentarismo, obesidade, fatores genéticos, tumores e envelhecimento.

 

Dor nas costas pode estar presente tanto em homens como em mulheres nas mais diversas idades. No caso de crianças e adolescentes o mais comum é o fator genético, causando na maioria das vezes desvio na coluna (escoliose). Já em adultos pode ser causada por postura errada em atividades físicas, ou até no dia-a-dia, hérnia de disco e por desgaste na coluna. No caso de idosos entra o fator degenerativo próprio da idade, podendo estar relacionado com fraturas por osteoporose, artrites, artroses, hérnia de disco e tumores.

 

Quando a dor é aguda pode durar de quatro a seis semanas. Em geral, acontece por lesão repentina como um estiramento muscular, sendo uma dor forte que aparece depois de um esforço físico, por exemplo. Quando é crônica pode durar a vida toda, indicando um problema bem mais grave na coluna vertebral. O paciente pode descrever que sua coluna está travada ou que ele tem limitação e dor ao movimentar a coluna. Nestes casos, é importante procurar um neurocirurgião para realizar uma avaliação completa da coluna para identificar os possíveis diagnósticos.

 

Existem vários tratamentos para o alívio da dor nas costas. O tratamento deve ser adequado para cada paciente dependendo da causa da dor. Mudança do estilo de vida do paciente, melhora da postura, fisioterapia, RPG, pilates, acupuntura, uso de colete, medicações e infiltrações locais são alguns possíveis tratamentos.

 

Porém, em alguns casos existe a necessidade de cirurgia. Hoje em dia, existem técnicas modernas menos invasivas como a endoscopia de coluna ou cirurgias que são realizadas por cortes de 2,0 cm apenas, com excelentes resultados para os pacientes e ótima recuperação.

 

De qualquer forma, aos primeiros sintomas de uma dor lombar vale a pena procurar um Neurocirurgião para uma avaliação completa da coluna vertebral. A prevenção é de extrema importância para o controle da dor nas costas.

 

Dr. Adailton A. dos Santos Jr. é Neurocirurgião especialista em Neurocirurgia e Cirurgia da Coluna na Gastro MT e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia