Notícias » Esportes » Adesivo, drágea e spray podem substituir injeção de insulina
19/06/2002 - 00:24:00
Reuters Health
redacao@24horasnews.com.br
Adesivo, drágea e spray podem substituir injeção de insulina

Os diabéticos poderão descartar as seringas e optar por novos métodos para receber insulina, disseram pesquisadores durante o encontro anual da Associação Americana de Diabete, em San Francisco, no sábado. Cerca de um em cinco dos 17 milhões de diabéticos nos Estados Unidos depende das injeções de insulina, usadas para controlar a doença causada pela incapacidade de produzir ou processar o hormônio. Cientistas apresentaram no encontro várias alternativas para o fornecimento de insulina, como inaladores, bombas implantáveis, adesivos, comprimidos e sprays orais. Jay Skyler, ex-presidente da associação e professor de medicina, pediatria e psicologia da Universidade de Miami, na Flórida, revisou o progresso no desenvolvimento da forma inalável da insulina. Ele apresentou os resultados de um estudo de seis meses com Exubera, uma forma de insulina em pó para ser inalada. O produto é fabricado pela Pfizer e Aventis. Em comparação aos pacientes que dependiam das injeções tradicionais, uma porcentagem igual de pacientes que usavam o inalador teve um controle da glicose no sangue satisfatório, disse Skyler. Os pacientes também relataram maior satisfação com os inaladores. "A segurança a longo prazo da insulina inalável ainda precisa ser estabelecida", ressaltou ele. "Se isso acontecer, acredito que os pacientes tenderiam a preferir algo não injetável." Chris Saudek, da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore (Maryland), apresentou uma bomba de insulina implantável e experimental. O produto é fabricado pela Medtronic e está sob revisão de aprovação pela Food and Drug Administration (FDA), agência norte-americana reguladora de drogas e alimentos. Os cientistas também discutiram outros produtos experimentais sob investigação inicial, que vão demorar vários anos para chegar ao mercado, como: um adesivo, produzido pela Altea Development Corporation, que administra insulina pela pele; um comprimido oral de insulina, desenvolvido pela Nobex Corporation, que é melhor absorvido quando tomada 15 minutos antes da refeição; um spray, da Generex Corporation, que forneceria insulina líquida para a boca, onde seria absorvida pelas membranas mucosas nas bochechas, língua e garganta.

COMENTÁRIOS